Notícias

FCF sobre prémios monetários aos clubes: “A Federação fez um grande esforço financeiro” - Lito Semedo


17 Mai 2018 Desporto

A Federação Cabo-verdiana de Futebol já se pronunciou sobre os prémios monetários atribuídos aos clubes por cada vitória no Campeonato Nacional de Futebol.

Na quarta-feira, fizemos as contas acerca do valor que cada clube conseguiu arrecadar na primeira fase. Dissemos que Foguetões, Académica da Praia e Palmeira foram aqueles que mais facturaram… as três equipas arrecadaram, cada uma, 175 mil escudos, somatório das três vitórias que conseguiram, mais os 50 contos por terem garantido o acesso às meias-finais e ainda contando outros 50 mil escudos referentes ao subsídio de participação no campeonato Nacional.

Estes prémios representam um enorme esforço financeiro por parte da Federação Cabo-verdiana de Futebol, conforme o vice-presidente da FCF, Lito Semedo.

Por cada vitória na fase de grupos do campeonato Nacional, as equipas levaram 25 mil escudos. A isto soma-se 50 contos pela qualificação às meias-finais, 100 contos pela passagem à Final e mais 200 mil escudos para o campeão nacional. No final das contas, quem vencer o campeonato, leva uma boa quantia, explica Lito Semedo.

Este ano, ao contrário daquilo que acontecia anteriormente, a FCF assumiu os prémios dos árbitros e, também, dos delegados aos jogos A Federação Cabo-verdiana de Futebol também pronunciou-se pela primeira vez acerca da escolha do Estádio Municipal do Porto Novo para acolher a final do Campeonato Nacional. Lito Semedo explicou os critérios que nortearam o processo de selecção.

Lito Semedo, um dos vice-presidentes da Federação Cabo-verdiana de Futebol. Ele que é o responsável pelo pelouro das competições internas.


Reportagem RCV


pub

Vídeos Relacionados

Comentários

pub

Pesquisar