Notícias

Edy Tavares: “Claro que a selecção de Cabo Verde pode contar comigo”


Edy Tavares, basquetebolista cabo-verdiano do Real Madrid
17 Ago 2020 Desporto

Edy Tavares concedeu, esta segunda-feira, uma entrevista à Rádio de Cabo Verde onde abordou a sua recente eleição para os 10 melhores do Real Madrid na Euroliga da última década. E Abordou outros temas como a selecção nacional

Edy Tavares esteve a conversa com o jornalista Moisés Évora, durante o programa Especial Covid-19, da Rádio de Cabo Verde. O gigante do Real Madrid, natural da ilha do Maio, começou por abordar a sua recente eleição, por parte dos fãs da Euroliga, para a lista dos 10 melhores do Real Madrid nos últimos 10 anos.

“Foi um momento de grande satisfação porque foi algo que eu não estava à espera. Sei que nestes três anos que tenho no clube, as pessoas têm um carinho por mim, mas foi uma surpresa. Agora é continuar a trabalhar.”

A distinção acaba por ser mais um incentivo para o cabo-verdiano, mas os pés continua sempre firmes no chão.
“Estou numa grande equipa, uma equipa que tem ambição de ganhar todos os jogos e todas as competições em que entra. Para mim, é mais um prémio, mas  agora a que continuar a evoluir, perseguindo já o objectivo seguinte do real Madrid.”

E sobre o momento actual do Real Madrid?

“A equipa está bem. Terminámos a primeira semana da pré-época. Vamos jogar a Supercopa nas Canárias e depois vamos ver. Com esta pandemia, e com os casos a aumentar de novo em Espanha, vamos ver quando poderemos começar o campeonato. Mas, estamos a preparar para quando tivermos de começar.”

Em destaque no Real Madrid, Edy Tavares tem despertado o interesse de muitos clubes, inclusive da NBA, onde, de resto já esteve. Sobre esses alegados interesses, o basquetebolista cabo-verdiano é cauteloso.

“Bem, sobre interesse de clubes não sei, mas isso é bom sinal. É sinal de que estou a fazer um bom trabalho, é sinal que estou a progredir a cada dia. Então, fico feliz por saber que há clubes a querer que eu faça parte dos seus plantéis. Mas, neste momento, estou no Real Madrid e a dar o meu máximo.”

Está num dos melhores clubes da Europa e, na NBA, deixaste uma boa marca. O que falta na tua carreira?
“Não te sei dizer o que falta porque sempre estabeleço objectivos para cada temporada. Estou numa das melhores equipas do mundo e estou feliz.”

Selecção Nacional? "Claro que estou sempre disponível"

“Claro que Cabo Verde pode contar comigo. Eu tinha muita vontade de ir com a selecção para a Argélia [qualificação para o  Afrobasquet 2021, e que Cabo Verde falhou, por pouco].  Mas, não foi possível, a data não era a mais apropriada e a equipa não me deixou ir porque tínhamos um compromisso na Rússia, onde iríamos fazer uns três jogos em uma semana. Doeu-me bastante, porque o jogador argelino que mais desequilibrou coincidia com a minha posição. Foi algo difícil, mas, se Deus quiser, regressarei o quanto antes.”

Nestes tempos de covid-19, Edy Tavares, que vive num dos países mais afectados a nível mundial pela pandemia, deixou uma mensagem aos cabo-verdianos, sobretudo aos mais jovens

“Aos jovens cabo-verdianos, principalmente aqueles que não aguentam estar em casa, digo para pensarem naquelas pessoas mais vulneráveis, que são mais frágeis. Se se infetarem, poderão levar o vírus à muitas outras pessoas e causar muitas consequências, muitas tristezas, às famílias. Por isso, a que estarem conscientes e protegerem todos aqueles que estão mais próximos.”

Texto de Benvindo Neves
Entrevista conduzida por Moisés Évora

Oiça a entrevista na íntegra:


Entrevista de Edy Tavares à Rádio de Cabo Verde


pub

Comentários

pub

Pesquisar