Notícias

Mundial Andebol. Cabo Verde realiza estágio em Portugal na primeira semana de Novembro


Nelson Martins, Presidente Federação Cabo-verdiana Andebol
06 Set 2020 Desporto

Para esta estreia absoluta no maior palco do andebol mundial, Cabo Verde vai contar com a mesma equipa técnica que levou a seleção nacional ao quinto lugar no CAN 2020, liderada pelo treinador português José Tomás.

Este sábado foi mais um dia histórico para o andebol nacional. Pela primeira vez o nome de Cabo Verde aparecia no grupo das 32 selecções submetidas ao sorteio para o Mundial da modalidade.

E no caminho da selecção cabo-verdiana atravessou o Uruguai e duas seleções europeias: a Hungria e a Alemanha, três vezes campeã mundial. Sendo a mais inexperiente de todas as seleções que vão estar no campeonato do mundo, Cabo Verde, na verdade, não tinha muito por onde escolher. Assim pensa o Presidente da Federação Cabo-verdiana de Andebol, Nelson Martins.

"Era o que se esperava. Pela composição dos potes sempre soubemos que qualquer grupo seria difícil, afinal trata-se do campeonato do mundo e não havia hipóteses de apanhar equipas fáceis."

Se no mundial não há lugar para equipas fáceis… o melhor mesmo é desfrutar da oportunidade.

"Vai ser uma experiência única, pois Cabo Verde irá estar entre os melhores e isso é um marco muito importante para o país e para o andebol cabo-verdiano."

O Mundial de Andebol Sénior Masculino acontece em Janeiro do próximo ano, no Egito. A selecção nacional inicia a sua preparação em Novembro, com um estágio em Portugal, avança Nelson Martins.

"Faltam quatro meses, estamos no terreno há muito tempo, a tentar fazermos o máximo possível para termos uma boa preparação. Temos agendado um estágio  de 2 a 8 de Novembro em Portugal e, depois, a segunda concentração vai ser logo após o Natal e até a partida para o Egito."

E para esta estreia absoluta no maior palco do andebol mundial, Cabo Verde vai contar com a mesma equipa técnica que levou a seleção nacional ao quinto lugar no CAN 2020, liderada pelo treinador português José Tomás.

"A equipa técnica vai ser a mesma, vamos manter o treinador principal e o adjunto. A novidade é que vamos tentar introduzir um terceiro treinador, cabo-verdiano possivelmente, para equilibrar um pouco a balança."

O Campeonato do Mundo de Andebol Egito 2021 começa no dia 14 de Janeiro e estende-se até o dia 31 do mesmo mês.  Participam 32 seleções. O continente africano far-se-á representar com oito.

Benvindo Neves, RCV


pub

Vídeos Relacionados

Comentários

pub

Pesquisar