Notícias

Qualificação CAN 2017: Cabo Verde perde em casa com a Líbia e fica fora da Copa

  • De pé: Vozinha (gr), Fernando Varela, Gegé, Tony Varela, Ricardo Gomes e Marco Soares (cap.). Em baixo: Ryan Mendes, Carlitos, Garry Rodrigues, Jamiro e Stopira
03 Set 2016 Desporto

A selecção cabo-verdiana de futebol despediu-se hoje do Campeonato Africano das Nações, CAN'2017, a ser disputado no Gabão, ao perder com a Líbia por 0-1, em jogo da sexta e última jornada do Grupo F de qualificação, disputado no Estádio Nacional.

O golo que ditou a vitória da formação da Líbia foi apontado já muito perto dos 90 minutos regulamentares, numa jogada de triangulação de grande pormenor técnica da linha atacante contrária, culminada com um remate certeiro de Mohamed Abdusallam, sem hipóteses para o guardião Vozinha.

Desaire fatal da formação cabo-verdiana que soma a terceira derrota em quatro jogos, sob a liderança técnica do professor Beto e a sua segunda derrota de sempre no Estádio Nacional.

Cabo Verde, que precisava de uma vitória para poder sonhar com a qualificação, na qualidade de um dos melhores segundo classificado, nunca conseguiu apresentar o seu futebol ante o combinado nacional da Líbia que esteve melhor em todo o jogo.

Cumprida parcialmente a sexta jornada, Marrocos, vencedor do grupo F, soma 13 pontos, Cabo Verde termina o grupo no segundo lugar, com nove pontos, seguida da Líbia, com sete, enquanto São Tomé e Príncipe está no quarto posto, com três pontos.

Marrocos e São Tomé e Príncipe encerram o grupo este domingo, no solo marroquino.

Refira-se que Cabo Verde iniciara este apuramento com duas vitórias folgadas, 7-1 a São Tomé e Príncipe e 1-2 frente a Líbia, no Egipto. Só que desde a saída do antigo seleccionador Rui Águas, Cabo Verde perdeu a sua classe futebolística, somando duas derrotas frente a Marrocos (em casa e fora de portas), e esta derrota com a Líbia, sendo que pelo meio fica a única vitória de Beto em São Tomé e Príncipe, por 1-2.

No final do jogo, alguns dos espectadores pediram a saída do seleccionador Beto Cardoso, que neste jogou deixou fora do 11 inicial futebolistas como Nhuc,Nuno Rocha e Júlio Tavares.

Os "Tubarões Azuis", nome por que é conhecida a selecção de futebol de Cabo Verde, falha aquilo que seria a terceira presença consecutiva, depois de África do Sul e Guiné Equatorial, sob o comando de Lúcio Antunes e Rui Águas, respectivamente.

Ficha técnica: Cabo Verde 0 - 1 Líbia
Estádio Nacional em tarde da sua pior assistência nos jogos da selecção.

Constituição das equipas:
Equipa arbitragem: Bamlak Tessema Weyesa, coadjuvado por Kindie Mussie e Temesgin Samuel Atango ; trio da Etiópia.
Cabo Verde: Vozinha, Stopira, Gégé, Fernando Varela, Carlitos, Tony varela, Jamiro, Marco Soares "cap", Ricardo Gomes e Ryan Mendes.
Suplentes: Thiery Ramos, Valdevires, Júlio Tavares, Nuno Rocha, Heldon, Odair Lime a Nuno Jóia.
Treinador: Felisberto "Beto" Cardoso.

Líbia: Mohamed Nashunh, Tariq Nasr, Motasem Sabbou, Sand Msoud, Ahmed Abdalla, Mohamed Abdusallam, Fasal Abadari, Almoatas Ali Mohamed, Mohamed Ali, Fouad Mohamed e Mohamed Zebiaa.
Suplentes: Khaled, Sadam El Werfalli, Asnosi, Hamam, Moyed, Mohamed Ghanudi e Saleh Saleh.
Seleccionador: Espanhol Javiel Clement.

Inforpress


reportagem RCV [Jornal da Noite 03 Set 2016]


Relacionados

Comentários

Pesquisar






Publicidade