Notícias

Poeta Pedro Corsino de Azevedo homenageado a título póstumo pela câmara municipal da Ribeira Brava


Pedro Corsino de Azevedo
05 Dez 2016 Cultura


Nas celebrações do dia do município da Ribeira Brava na ilha de São Nicolau, o poeta Pedro Corsino de Azevedo foi homenageado a título póstumo pela câmara municipal.


Pedro Corsino de Azevedo, poeta sanicolauense, morreu numa casa na vila Ribeira Brava, ao lado da residência dos pais de Baltasar Lopes da Silva. Essa casa, hoje propriedade de outra família, recebeu por ocasião das festas do município que se celebram amanhã dia 6, uma placa de homenagem ao poeta que revolucionou a escrita poética cabo-verdiana, e ao filho ainda vivo, também poeta, o major reformado das forças armadas, Osvaldo de Azevedo.

Na ocasião, o Presidente da câmara da Ribeira Brava salientou o facto de se pretender devolver à ilha de São Nicolau, as figuras da sua história.

O poeta Pedro Corsino de Azevedo, morreu ainda muito novo com 37 anos. A sua poesia está publicada na revista Claridade, e hoje, o liceu do Tarrafal, tem o seu nome. A cerimónia do descerramento da placa foi vista pelo investigador José Cabral como o resgatar da história da ilha de São Nicolau.

Ainda ontem ao fim do dia, foi exibido o documentário O VELHO CAMINHEIRO, da autoria de Jean Gomes, com Osvaldo de Azevedo, filho do poeta Pedro Corsino de Azevedo.


MCSA - RCV


Comentários

Pesquisar






Publicidade