Notícias

"13 de Janeiro não concorre com qualquer outra data"


14 Jan 2017 Política


Esta é a convicção do Líder Parlamentar do MpD, Rui Figueiredo Soares, para quem este dia tornou-se num património do povo cabo-verdiano.


Um património que, no entender de Rui Figueiredo Soares, deve ser preservado e ao qual o Parlamento não poderia ficar alheio. Assim, diz o líder parlamentar do MpD, com a primeira sessão solene do 13 de Janeiro regista-se um virar da página nas comemorações.

Por sua vez, a Presidente e líder parlamentar do PAICV apela à dignificação do 13 de Janeiro mas evitando comportamentos desarmoniosos.

Para a responsável do PAICV é importante que não se crie concorrência entre as datas nacionais já que, defende Janira Hoppfer Almada o 5 de Julho foi a condição sine-quanom para a cadeia de desenvolvimentos que desembocaram na abertura politica.

A consolidação da democracia cabo-verdiana só será possível quando a política for exercida com humildade, rigor, ponderação e respeito. A advertência é da União Cabo-verdiana Independente e Democrática, UCID, e foi feita na sessão solene evocativa do Dia da Liberdade e da Democracia, 13 de Janeiro.

Pela voz da deputada Dora Pires, a UCID diz que nesta data é justo lembrar aqueles que deram a vida pela liberdade depois da independência destas ilhas. É que, segundo a UCID, o 13 de Janeiro de 1991 não caiu do céu.


MCSA - RCV


Comentários

Pesquisar






Publicidade