Notícias

Cabo Verde está na lista de países não colaborativos dos Estados Unidos


Carlos Veiga - Embaixador de Cabo Verde nos Estados Unidos da América
24 Jan 2017 Política


Isso, em virtude de nos últimos anos não ter cooperado na deportação dos seus cidadãos para o arquipélago.


Depois de quase um ano de negociações, os dois Governos assinam, nesta terça-feira, em Washington, um memorando que regula a deportação de cidadãos entre os dois países e que vai afastar Cabo Verde de qualquer sanção por parte dos Estados Unidos. Mas há também outras iniciativas em curso.

O acordo vai ser assinado no início da tarde de hoje entre um representante do Departamento de Estado e o embaixador cabo-verdiano em Washington, Carlos Veiga.
 
O documento surge depois de Cabo Verde ter sido colocado na lista de país não colaborativo pelas autoridades americanas, uma situação que podia caminhar para um determinado tipo de sanções, como aconteceu com a Gâmbia, como explicou Veiga. Com este memorando, o problema estará resolvido e os dois países agora têm um roteiro comum.

Para o embaixador de Cabo Verde nos Estados Unidos este é um primeiro e importante passo para minimizar o problema das deportações. Enquanto isso, Carlos Veiga indica estar a negociar com várias entidades, desde públicas a privadas, passando pela comunidade cabo-verdiana, um programa de prevenção de deportações nos Estados Unidos e de integração dos que forem deportados em Cabo Verde.
 
Até 2015, Cabo Verde tinha recebido 1300 jovens deportados, na sua maioria provenientes dos Estados Unidos e vários encontram-se na lista de espera.


MCSA - RCV


Comentários

Pesquisar






Publicidade