Notícias

Rede de Mulheres Parlamentares, o ICIEG e organizações da sociedade civil entregam Declaração de Rui Vaz à CNE


Lúcia Passos - Presidente da Rede de Mulheres Parlamentares
08 Fev 2017 Política


A Rede de Mulheres Parlamentares, o ICIEG e organizações da sociedade civil entregaram a Declaração de Rui Vaz à Comissão Nacional de Eleições, instituição que considera a fraca representação das mulheres nas esferas de liderança e decisão política no país, um problema de democracia.


A revisão do código eleitoral deverá acontecer este ano e a CNE desempenhar um papel estratégico nos passos de preparação da Lei da Paridade, como está em crer a Presidente da Rede de Mulheres Parlamentares, Lúcia Passos.

Do lado da CNE, Maria do Rosário Pereira Gonçalves considera que a fraca representatividade das mulheres deve merecer uma atenção especial das instituições da República, dado que a questão da sub-representação das mulheres na política e nas esferas de decisão do país poder constituir um problema de democracia.

Os números 1 e 2 do artigo 431 do código eleitoral já apelam para uma representação equilibrada de géneros, mas a Presidente da CNE reconhece que até agora não se conseguiu o equilíbrio desejado, de modo que aventa outras possibilidades com a eventual alteração do código eleitoral.

Maria do Rosário Pereira Gonçalves reconhece, entretanto, que os entraves à participação da mulher na política não estarão apenas na lei, mas também na ordem social, devendo as mulheres serem incentivadas a participarem nos pleitos eleitorais.


MCSA - RCV


Comentários

Pesquisar






Publicidade