Notícias

Unidade de Informação Financeira de Cabo Verde já é membro de pleno direito do Egmont Group


Edelfride Almeida - Directora da Unidade de Informação Financeira
08 Fev 2017 Economia


A adesão aos princípios deste organismo internacional vai dar mais credibilidade à UIF Cabo Verde e permitir troca de informações confidenciais que tenha a ver, por exemplo, com a lavagem de capitais e financiamento do terrorismo, de acordo com a diretora Edelfride Almeida.


Desde de 2013 que a UIF Cabo Verde apresentou a sua candidatura ao Grupo Egmont de Unidades de Informação Financeira e só a 1 de Fevereiro deste ano recebeu a carta que atesta a sua adesão aos princípios daquele organismo internacional. Uma adesão, que segundo a diretora da Unidade de Informação Financeira de Cabo Verde, Edelfride Almeida, vai dar mais credibilidade ao país.

Como membro de pleno direito, entende Edelfride Almeida que a relação com o Egmont Group vai ser muito mais fácil, uma vez que a troca de informações confidenciais que tenham a ver, por exemplo com a lavagem de capitais e financiamento do terrorismo, poderá ser direta.

A confidencialidade é o princípio em que vai basear-se a relação entre a UIF Cabo Verde e o Grupo Egmont. Uma organização crida pelas Unidades de Inteligência Financeira Belga com vista a promover, a nível mundial, a troca de informações, o reconhecimento e o tratamento de comunicações suspeitas relacionadas á lavagem de dinheiro provenientes de outros organismos financeiros.


MCSA - RCV


Comentários

Pesquisar






Publicidade