Notícias

Promotores do Festival de Literatura-Mundo do Sal querem o alto patrocínio da presidência da República


Júlio Lopes - Presidente da Câmara Municipal do Sal
18 Fev 2017 Cultura


Foi com este propósito que uma delegação que está a frente do certame foi ao Palácio do Plateau convidar Jorge Carlos Fonseca a presidir o evento.


Previsto para daqui a 5 meses, o Festival de Literatura-Mundo do Sal pretende transformar Cabo Verde durante 4 dias num grande palco da literatura mundial, com epicentro na ilha do Sal.

Para isso, acreditam os promotores da iniciativa, a que contar com o engajamento das autoridades ao mais alto nível, neste caso, do Presidente da República, que é também um homem das letras. Um aspecto aliás vincado pelo autarca salense, Júlio Lopes, Porta-voz da delegação.

O Presidente da Câmara Municipal do Sal não adiantou se Jorge Carlos Fonseca aceitou presidir o certame. De todo o modo, Júlio Lopes, realça, um Festival de Literatura Mundo que se quer de grande impacto para Cabo Verde, não poderia deixar de ser acarinhado pelo mais alto Magistrado da Nação.

Por agora, ficam em segredo os nomes dos escritores de vários países que poderão marcar presença nesse festival. Certo mesmo é que o Festival de Literatura-Mundo do Sal vai homenagear três nomes sonantes da literatura cabo-verdiana, todos já falecidos: Corsino Fortes, Arnaldo França e Mário Fonseca, por sinal irmão de Jorge Carlos Fonseca.


MCSA - RCV


Comentários

Pesquisar






Publicidade