Notícias

Procurador-Geral da República garante que a documentação solicitada ao Banco Central sobre o Novo Banco já deu entrada no Ministério Público


Óscar Tavares - Procurador-geral da República
22 Mar 2017 Sociedade


Caso se justificar, será aberta a instrução criminal para se apurar eventuais responsabilidades e levar aos tribunais os responsáveis pela situação que Óscar Tavares considera grave.


Durante o encontro que o governador do Banco de Cabo Verde manteve com o Presidente da República onde lhe foi informar sobre os meandros da resolução do Novo Banco, João Serra informou ao chefe de Estado que, por solicitação do próprio Ministério Público, já enviou toda a informação que considera necessária para averiguar indícios de crimes no caso Novo Banco.

Instado a reagir, o Procurador Geral da República, sem entrar em pormenores, afirma apenas que já recebeu o dossier que está sendo analisado e, caso se justificar será aberta a instrução criminal para se apurar eventuais responsabilidades e levar aos tribunais os responsáveis pela situação que Óscar Tavares classificou de grave.

Garantia do Procurador-Geral da República em como havendo, os responsáveis pela situação do Novo Banco serão levados aos tribunais. Óscar Tavares negou no entanto pronunciar-se sobre a divulgação da suposta lista de devedores do Novo Banco.

Já em relação a um outro caso que muito deu que falar no último ano, a questão do Fundo do Ambiente, Óscar Tavares assegurou que o prazo dado aos procuradores titulares do processo termina no final deste mês de Março.

As declarações do Procurador-geral da República Óscar Tavares sobre os casos Novo Banco e Fundo do Ambiente foram prestadas em Assomada, no final da conferência sobre morosidade da justiça, promovida pela Universidade de Santiago.


MCSA - RCV


Comentários

Pesquisar






Publicidade