Notícias

Cabo Verde é o primeiro país africano a montar uma plataforma integrada com recurso à tecnologia para gestão da terra


23 Mar 2017 Sociedade


O instrumento tem chamado a atenção dos participantes da conferência sobre governação da terra, organizada pelo Banco Mundial, esta semana, em Washington, com a participação de dezenas de países.


A delegação cabo-verdiana tem aproveitado também o evento para fazer uma ofensiva no sentido de encontrar parcerias público-privadas para financiamento da segunda parte da plataforma que, por agora, cobre apenas as ilhas do Sal, Boavista, Maio e São Vicente.

A conferência sobre gestão da terra acontece pelo quarto ano consecutivo e Cabo Verde participa pela segunda vez, tendo apresentado a pataforma tecnológica de gestão da terra, que começou a ser criada há cinco anos com financiamento do Millenium Challenge Account.

Esta ferramenta tem chamado a atenção dos participantes em virtude de Cabo Verde ser o primeiro país africano a conseguir tal plataforma, que prima pela sua integração, como diz Carlos Ramos Varela.

Aquele especialista do MCC explica que o projecto que arrancou como piloto no Sal e que em breve chegará às ilhas da Boavista, Maio e São Vicente, é um instrumento importante para a gestão da terra. A mesma ferramenta também pode ser usada para outros fins.

Com o fim do segundo compacto do Millenium Challenge Corporation em Novembro, Carlos Ramos Varela garante que a plataforma estará concluida, no entanto, é necessário financiamento para cobrir as demais ilhas.

Neste sentido, a delegação cabo-verdiana aproveita esta conferência para realizar contactos no sentido de encontrar parcerias público-privadas e uma empresa inglesa já mostrou a sua disponibilidade.


MCSA - RCV


Comentários

Pesquisar





Inquérito Online