Notícias

Instituto nacional do desenvolvimento das pescas vai apostar em novas prospeções das espécies menos consumidas em Cabo Verde


Charroco
29 Mar 2017 Economia


A recomendação faz parte de um estudo de dois projectos de desenvolvimento de condições técnico-científicas, formação, transferência de tecnologia e conhecimento, visando fomentar a exploração e comercialização sustentável de mariscos na macaronésia, no âmbito da cooperação territorial com os países da macaronésia no horizonte 2017-2020.


O INDP quer explorar o valor gastronómico e económico das espécies de meia água. Entre essas espécies estão por exemplo a Fanhama, o Fambil e o Charroco. São espécies que segundo o diretor nacional do Macarofood, Albertino Martins, já aparecem nas pescarias em Cabo Verde mas só são consumidas quando as espécies tradicionais faltam no mercado.

Uma das espécies por explorar é o Camarão Soldado, que segundo um estudo de 2012 poderá render perto de 200 toneladas por ano.

Mais do que encontrar um operador interessado será preciso regulamentar este tipo de pesca, tendo claro em vista que é preciso conservar a perspectiva artesanal, respeitar os valores da captura máxima sustentável e fiscalizar as embarcações para assegurar que as normas sejam cumpridas.


MCSA - RCV


Comentários

Pesquisar





Inquérito Online