Notícias

Cerca de 20 por cento da energia do país é produzida pela Cabeólica


31 Mar 2017 Economia


Um projecto inovador que resulta da pretensão do Governo em aumentar a penetração da energia eólica no país.


Após cinco anos da implementação deste tipo de energia, diz a engenheira Ana Monteiro, que Cabo Verde ocupa uma das melhores posições na matriz energética.

Esses resultados, desafios e contribuições da Cabeólica vão ser partilhados, hoje, numa conferência internacional que vai juntar todos os parceiros da empresa.

Após cinco anos em Cabo Verde, assegura a Engenheira do Ambiente da Cabeolica que os resultados são visíveis. É que durante esse período, segundo Ana Monteiro, foram produzidos e injetados na rede nacional cerca de 20 por cento de energia eólica que depois é distribuída e cobrada pela Electra aos consumidores, o que faz com que o país ocupe um lugar de destaque na sub-região africana.

A Cabeolica, de acordo com Ana Monteiro, tem conseguido atingir, até agora, os objetivos, dando respostas aos problemas energéticos e aumentando a penetração da energia no país. Um projeto cujo investimento ronda 61 milhões de euros e em que os resultados são hoje motivos de regozijo e comemoração para a empresa.

Através de uma conferência internacional a Cabeólica vai juntar os parceiros para apresentar a sua contribuição na prossecução dos objetivos de Cabo Verde para as energias renováveis. A Conferencia Internacional da Cabeolica tem lugar hoje na cidade da Praia.


MCSA - RCV


Comentários

Pesquisar





Inquérito Online