Notícias

Kriol Jazz Festival cuja 9ª edição terminou esta madrugada poderá pela primeira vez ter gerado beneficio financeiro directo


16 Abr 2017 Cultura


Era o que perspectivava  Djo da Silva da produtora Harmonia na última noite de música da edição deste ano na pracinha da escolha grande.


Embora nos últimos dois anos se tenha conseguido ter algum equilíbrio financeiro, o produtor pela Harmonia diz, continua a ser difícil realizar o Kriol Jazz devido a ausência de uma rede consistente de patrocínios.

O Kriol Jazz não deve ser entendido como um bom negócio, mas é sem duvida uma marca da cidade que deve continuar a ser dinamizada e que gera economia a sua volta, conforme defendeu quase no fecho da nona edição o Presidente da Câmara Municipal da Praia, Oscar Santos.

O Kriol Jazz não é uma acção isolada, e a cultura merece e deverá continuar a merecer lugar de destaque na programação da edilidade, assegura o Edil Praiense.

No próximo ano o Kriol Jazz comemora 10 anos de existência pelo que a edilidade pespectiva uma edição mais intensa, mas para a qual ainda é cedo avançar possíveis nomes.

Anualmente a Câmara Municipal da Praia investe cerca de 15 mil contos no evento que traz diversidade musical do cenário internacional, numa perspectiva de fusão que se entende de Jazz kriolo, dando igualmente destaque a artistas Cabo-verdianos.



MCSA - RCV


Comentários

Pesquisar






Publicidade