Notícias

Cabo Verde subiu cinco posições na tabela de liberdade de imprensa no mundo divulgada esta manhã pela organização Repórteres Sem Fronteiras


26 Abr 2017 Sociedade

No relatório deste ano pode ler-se que Cabo Verde se distingue pela ausência de ataques contra jornalistas há uma grande liberdade de imprensa, que é garantida pela Constituição.

Cabo Verde subiu da 32ª posição em 2016 para a 27ª posição. O último processo por difamação foi em 2002.

Grande parte da imprensa pertence ao Estado, sobretudo a principal empresa - RTC, mas os seus conteúdos não são controlados.

Verifica-se, entretanto, um certo nível de autocensura devido a pequenez do país e à paisagem mediática que encoraja os jornalistas a não entrar em conflitos com os potenciais futuros empregadores.

O índice da liberdade de imprensa é elaborado pela organização Repórteres Sem Fronteiras com base numa série de indicadores que avaliam, entre outros, o pluralismo, a independência dos media, o quadro legislativo em que operam e a segurança dos jornalistas quando realizam o seu trabalho.


MCSA - RCV


Relacionados

Comentários

Pesquisar






Publicidade