Notícias

"Cabo Verde é um país aberto e que respeita todos os acordos e tratados a que está vinculado"


Luis Filipe Tavares - Ministro dos Negócios Estrangeiros e Comunidades
11 Mai 2017 Política


É a resposta do ministro dos Negócios Estrangeiros às declaraçóes do Presidente do Parlamento da CEDEAO, que acusou as autoridades cabo-verdianas de violaçao do tratado sobre a livre circulação no espaço de comunidade.


Segundo Luís Filipe Tavares, as situações de que Moustaphá Cissé se queixa, e que dizem respeito aos cidadaos senegaleses, colocam-se também em relaçao a outras comunidades estrangeiras residentes em Cabo Verde.

Mas o Governo, garante o ministro, está atento a todos eles e empenhado em dar uma positiva. O problema veio à baila, na sequência de uma entrevista do Presidente do Parlamento da CEDEAO a um jornal on-line senegales, denunciando que os cidadaos senegaleses enfrentam problemas à chegada e à saída das fronteiras de Cabo Verde.

Um exemplo citado por Moustaphá Cissé refere que aos senegaleses que chegam a Cabo Verde  é exigida uma quantia de 100 mil escudos, como prova de sobrevivencia.

Cissé critica ainda o facto de se pedir aos senegaleses o bilhete de regresso, situação que, sublinha o Presidente do Parlamento da CEDEAO viola os tratados da comunidade.


MCSA - RCV


Comentários

Pesquisar





Inquérito Online