Notícias

Ministro das Finanças quer que os cidadãos passem a desalfandegar as suas mercadorias num único dia


13 Mai 2017 Economia


Olavo Correia apelou à junção de esforços para combater a percepção da corrupção em Cabo Verde.


O ministro das Finanças quer contar com os funcionários públicos para simplificar os processos nas alfândegas do país. A ambição do Governo, diz Olavo Correia, é chegar àquilo a que chama de nova importação, utilizando as tecnologias de informação e comunicação, de forma a que o cidadão possa desembaraçar as suas mercadorias num único dia.  
 
Para que tal aconteça, é preciso segmentar os clientes e ainda avançar para arbitragem e resolução amigável de conflitos em parceria com o sector privado. O combate à percepção da corrupção, sobretudo nos serviços aduaneiros, é outra preocupação do ministro das finanças.

Olavo Correia considera que o Estado tem que dar o exemplo. O governante garante que até 2018 o problema de reembolso do IUR e do IVA tem que estar resolvido.
 
Considerações do ministro das Finanças, Olavo Correia, à margem do ato de reativação do Comité Consultivo do Porto da Praia. Exemplo que o Governo quer transportar para todas as outras instâncias aduaneiras do país, de modo a melhorar a qualidade do serviço prestado, para que a economia possa crescer.

A comissão vai ser supervisionada de perto pela direção nacional de receitas de Estado. Liza Vaz diz que a instituição que dirige está focada em impulsionar toda a atividade virada para o resultado.


MCSA - RCV


Comentários

Pesquisar





Inquérito Online