Notícias

NOSI quer que os dados que armazena sejam transformados em conhecimento


17 Mai 2017 Sociedade

A ideia é maximizar essa informação em inteligência capaz de estimular o desenvolvimento social.

O objectivo é alinhar o NOSI com a nova corrente tecnológica mundial que aposta no estudo dos dados brutos transformando-os em poder de decisão.

A proposta do NOSI foi apresentada pelo Presidente do Conselho de Administração, na manhã de hoje, no auditório da Faculdade de Engenharia e Ciências do Mar da Universidade de Cabo Verde, num encontro com estudantes a propósito do Dia Mundial das Telecomunicações e da Sociedade de Informação, que hoje se assinala.

Para a concretização desse projecto, o NOSI precisa da autorização dos donos dos dados que guarda para a utilização dessa informação em bruto, pelo que será necessário sensibilizar as entidades públicas e privadas nesse sentido, realça António Fernandes.

Até finais deste ano, o NOSI pretende ter funcional a plataforma da Associação para a promoção da sociedade de informação, entidade inclusiva que congregará todos os parceiros que aderirem a esta ideia, como por exemplo, a Universidade de Cabo Verde.

Para motivar os potenciais associados, António Fernandes vai ao turismo para concretizar a importância da análise de dados.

Falando em investimentos, o presidente do NOSI garante que até finais de 2018 o Data Center estará concluído. Parte do parque tecnológico nacional, o Data Center do Mindelo será edificado no terreno onde ainda está o Lar de Estudantes da UNI-CV e terá uma incubadora de empresas e um centro de treino.

O empreendedorismo nas TIC e o Historial do dia Mundial das Telecomunicações e da Sociedade de Informação foram apresentados aos alunos da UNI-CV, numa cerimónia presidida pela Vice-Reitora, Doutora Astrigilda Silveira.


José Leite - RCV


Reportagem RCV com jornalista José Leite


Relacionados

Comentários

Pesquisar






Publicidade