Notícias

Deputados do PAICV: "São Vicente em stand by"


06 Jul 2017 Política

A manifestação de ontem em São Vicente é interpretada pelos deputados do PAICV como uma sonora chamada de atenção para o estado económico e social da ilha.

Manuel Inocêncio Sousa, que apresentava à imprensa o balanço da visita ao círculo eleitoral, diz que a ilha está parada no tempo e precisa de maior autonomia e sobre tudo da concretização de projetos dinamizadores da economia local.

É um imperativo a desconcentração para que os serviços públicos em São Vicente ganhe a autonomia necessária ao crescimento da ilha e para o benefício dos seus cidadãos. Assim entendem os deputados, eleitos por São Vicente pela lista do PAICV, que hoje concluíram a visita ao círculo eleitoral, no quadro de preparação para o debate do estado da nação, agendado para a próxima sessão parlamentar. Dos contactos realizados, os eleitos concluem que a ilha de São Vicente está em stand by, assim como a vida dos seus munícipes, diz Manuel Inocêncio Sousa.

A excessiva dependência dos serviços centrais é ilustrada pelos deputados com a paralisação, quase que completa, da rede informática do estado.

Inocêncio Sousa referiu, como deve ter percebido, a manifestação ocorrida ontem em São Vicente, “Um grito” da ilha que segundo o deputado deve ser escutado por todos com responsabilidades políticas, mas de forma especial o governo.

São Vicente precisa de concretização de projetos e não apenas anuncios. Afirmam os deputados do PAICV, numa referência, em tom crítico, às cerimónias presididas esta semana no Mindelo pelo Primeiro-Ministro.

Relativamente a esse projeto, os deputados do PAICV por São Vicente exigem ao Governo que diga se avançará e se já foi encontrado um financiador para o complemento dos recursos financeiros que faltava.


José Pedro Santos - RCV


Reportagem RCV com jornalista José Pedro Santos


Relacionados

Comentários

Pesquisar






Publicidade