Notícias

Sociedade Cabo-verdiana de Música quer ter os agentes económicos como parceiros


Solange Cesarovna - Presidente da Sociedade Cabo-verdiana de Música
11 Jul 2017 Cultura


A Presidente da Sociedade Cabo-verdiana de Música lamenta o facto de grandes autores nacionais terem morrido sem verem respeitados os seus direitos e sem receber remunerações pelas suas criações.


Solange Cezarovna considera que a justa compensação, através dos direitos autorais, lhes podiam valer uma vida mais condigna. Nesse quadro apela à união da sociedade para uma mudança de paradigma.

Para a dinâmica que se quer no sector, a Sociedade Cabo-verdiana de Música quer ter os agentes económicos como parceiros.

A Presidente da Sociedade Cabo-verdiana de Música ressalta, entre os ganhos até agora conseguidos, a integração em instituições internacionais de proteção dos direitos autorais e o estabelecimento de parcerias com os municípios nacionais. A assinatura de um contrato de reciprocidade com a congénere portuguesa é o passo seguinte.

Congregam a Sociedade Cabo-verdiana de Música os músicos, criadores, intérpretes, autores, produtores, editores e investigadores, entre outros interessados na dinamização do setor e na proteção dos direitos autorais no país.


MCSA - RCV


Comentários

Pesquisar






Publicidade