Notícias

TACV e o Governo acabam de assinar com a Loftleidir, subsidiaria da IcelandAir, um contrato de gestão de um ano

10 Ago 2017 Economia

Este é para já, segundo o ministro da Economia, um trampolim para preparação da empresa de Bandeira Nacional para sua futura privatização, que pode acontecer a qualquer altura.


O Contrato de Gestão ora assinado com a Loftelider é de certa fundamental para reestruturação da TACV, e irá permitir criar um novo modelo de negocio no país, segundo o ministro da Economia.

José Gonçalves avançou ainda que o acordo entra de imediato em ação, para já, o desafio é tornar o país num Hub de operações aéreas no Atlântico, mas as condições em termos de estruturas não são ainda favoráveis, a ilha do Sal será uma potencial base destas operações.

O Contrato de Gestão da TACV, e a Lofteidir Icelandair, terá a duração de um ano, mas poderá ser revogada, segundo José Gonçalves, se por acaso se der inicio a privatização da Empresa, antes do término do contrato o que puderá acontecer a qualquer altura.

O Representante do Group Icelandair, diz que é uma honra e um privilegio estar aqui e ter esta oportunidade de trabalhar com a TACV, empresa que a seu ver, vai iniciar um novo plano de negócios.

Diz ainda, estar confiante, que os resultados serão positivos, espelhando-se em resultados obtidos em casos semelhantes aos TACV.

“Para nós é uma honra e um privilégio estar aqui hoje. Acredito que este acordo que acabamos de assinar vai marcar o início de um novo capítulo na aviação cabo-verdiana. A TACV vai agora iniciar uma nova viagem para revitalizar a companhia ao adotar uma nova forma de gestão. Estamos orgulhosos de ter esta oportunidade de estar a trabalhar conjuntamente com a TACV. Estou confiante que vamos ter sucesso na implementação do plano de negócio que consta no acordo que assinamos. A minha confiança vem da experiência. Na Islândia temos casos de sucessos atuais que passaram pela mesma estratégia que está a ser adoptada. O turismo em Cabo Verde está a desenvolver-se e uma companhia aérea robusta irá impulsionar, ainda mais,  este crescimento. Prevejo um grande futuro para TACV e Cabo Verde.”

A Icelandair vai entrar de imediato no mercado com mais dois aparelhos do tipo que já temos em Cabo Verde, o Boing 757, para num futuro próximo, avança o titular da Pasta da Economia, a Companhia alargar a sua frota.


MCSA - RCV


Reportagem RCV


Relacionados

Comentários

Pesquisar





Inquérito Online