Notícias

Boavista regista o seu primeiro caso de paludismo - um caso importado da ilha de Santiago


05 Set 2017 Sociedade


Uma criança de 12 anos do sexo masculino, avançou a delegada de saúde na ilha da Boavista.


No entanto, Miriam Delgado assegurou que estão a trabalhar no sentido de não ter na ilha um surto de paludismo.

Em 2016 não foi registado nenhum caso de paludismo na Boavista. Tendo em conta que a criança reside na localidade do Rabil, esta semana a delegacia de saúde está a realizar uma mega campanha na localidade do Rabil, para sensibilizar os moradores.
 
A delegada de saúde, Miriam Delgado, afirma que estão a trabalhar, juntamente com parceiros, no sentido de não ter na ilha nenhum surto de paludismo.
 
O plano de actividades da delegacia é um plano anual que contempla atividades antes e após a época das chuvas. Se antes das chuvas foi realizada campanha de luta anti-larval em todas as localidades, neste momento após a queda das chuvas, a delegacia tem atuado nalguns pontos da ilha, diz a delgada de saúde.
 
A delegacia de saúde tem realizado também campanhas de limpeza, e levando em consideração que a delegacia conta com número reduzido de agentes, Miriam Delgado, delegada de saúde na ilha, deixa uma mensagem aos boavistenses, no sentido de apoiarem a instituição.


MCSA - RCV


Comentários

Pesquisar





Inquérito Online