Notícias

O tempo médio que os operadores económicos levam a levantar as suas mercadorias das alfândegas é de uma semana


Porto da Praia
29 Set 2017 Economia


De acordo com um estudo sobre o desembaraço alfandegário, apresentado, na Praia, são várias as razões que concorrem para esta demora.


Uma delas, refere a coordenadora do estudo, Maria Celeste Pereira, tem a ver com a obrigatoriedade de todos os contentores passarem pelo Scaner.

A demora na entrega de documentos por parte dos despachantes oficiais é outro motivo apontando pelo estudo como estando na base da demora no levantamento das mercadorias.

Para reduzir o tempo espera, o estudo aponta algumas soluções, de que Maria Celeste Pereira destaca a criação de uma janela única do comércio externo.

A apresentação desse estudo contou com a presença do  ministro das Finanças, para quem uma semana para o levantamento das mercadorias nas alfândegas é muito tempo. Olavo Correia acredita que há condições para a redução desse tempo para 24 horas.

Para isso, o ministro garante que serão criadas condições em todas as alfandegas do País, permitido que as trocas comerciais se façam com celeridade e com segurança.

Esse estudo sobre o desembaraço alfandegário contou com o apoio da Organização Mundial das Alfandegas e foi financiado no âmbito de um projeto financiado pelo reino da Suécia.


MCSA - RCV


Comentários

Pesquisar





Inquérito Online



Newsletter