Notícias

A produção de isco em aquacultura vai contribuir para a redução de conflitos entre os pescadores


Aquacultura
22 Out 2017 Economia


A leitura é do Ministro da Economia, José Gonçalves, após visitar a Fazenda de Camarão, no Calhau, São Vicente.


A tilápia é a espécie escolhida para a produção de isco e servirá também para a produção de filetes. A tilápia é o nome comum dado a várias espécies de peixes ciclídeos de água doce.

Para a sua aquacultura, a Fazenda de Camarão adquiriu um dessanilizador de 10 toneladas dia. Nélson Atanásio Santos, em nome dos promotores, diz que esse equipamento já está na Fazenda e a sua entrada em funcionamento depende da instalação, pela Electra, do posto de transformação e o circuito eléctrico que levará energia à Fazenda.

A produção de tilápia dependerá da procura do mercado. O principal negócio dos promotores é o camarão e a produção em 2018 rondará as 150 toneladas. A produção do camarão será em viveiros de água salgada.

O Ministro da Economia diz que a Fazenda de Camarão é uma iniciativa modelo com a mais valia da oferta para o mercado externo.

A Fazenda do Camarão, no Calhau, ocupa uma área de 32 hectares e é um investimento de 3,5 milhões de euros. O financiamento é holandês e inglês.

Na fase de engorda dos animais a empresa empregará 36 mulheres da zona do Calhau. Nas fases de colheita e distribuição empregará mais trinta e quatro trabalhadores.


MCSA - RCV


Comentários

Pesquisar






Publicidade