Notícias

Cidade da Praia continua a registar casos de paludismo com uma média de dois infetados por dia


Uraldina Furtado - Delegada de Saúde da Praia
06 Nov 2017 Sociedade


As poças de água parada e os pardieiros são os fatores que mais contribuem para a proliferação do mosquitos vetor.


Na última semana a capital do país registou em média de um a dois casos de paludismo por dia. Apesar dessa curva descendente, Ulardina Furtado insiste na necessidade de continuar a eliminar os focos de mosquitos e, sobretudo, evitar águas paradas.

A delegada de saúde da Praia fez saber que a Organização Mundial de Saúde já disponibilizou recursos humanos que estão a auxiliar o país no combate ao paludismo.

A segunda fase da campanha de pulverização arranca esta semana e deve centrar-se na pulverização intra–domiciliária, conforme Ulardina Furtado, para reforçar o combate aos mosquitos vetores.

A cidade da Praia continua a registar casos de paludismo e a delegada de saúde, Ulardina Furtado observa com preocupação a persistência de riscos da doença, nomeadamente existência de pardieiros devolutos e poças de água que poderão constituir-se verdadeiros viveiros de mosquitos. No total já são 400 casos, só na capital, desde o
início da epidemia.


MCSA - RCV


Comentários

Pesquisar






Publicidade