Notícias

Começaram os testes de controlo antidopagem em Cabo Verde


29 Nov 2017 Desporto

Já é uma realidade. Começaram a ser feitos no país os testes de controlo anti dopping, uma responsabilidade da Organização Nacional Antidopagem de Cabo Verde, ONAD-CV. O Presidente da organização fala em novo ciclo do Desporto cabo-verdiano.

“Abrimos agora um novo ciclo no desporto cabo-verdiano, um ciclo da evolução onde pretendemos de certa forma proteger o atleta limpo. É essa a nossa missão” – disse Emanuel Passos, presidente da ONAD-CV, em declarações à RCV.

O controlo vai acontecer em todas as regiões desportivas do país. Já foi feita a recolha das primeiras amostras em três ilhas.

Há dois tipos de controlo que é feito. Um fora de competição e que pode ser realizado a qualquer momento. E outro controlo em competição. Feito, por exemplo, no final de um jogo, depois de uma corrida ou qualquer outra prova.  

E quanto aos critérios para a selecção deste ou daquele jogador, Emanuel Passos explicou que um deles tem que ver com os resultados desportivos. “Todos os campeões, por si só, estariam na nossa lista alvo. Porque queremos garantir que o campeão seja efectivamente o verdadeiro campeão, resultado do seu esforço, do seu sacrifício e não como resultado de substâncias proibidas. Existem também modalidades que por si só fazem parte da nossa lista. Depois, temos também aquilo que nós designamos controlo por sorteio”.

O presidente da Organização Antidopagem de Cabo Verde avisa: se um atleta for seleccionado, ao ser notificado pelo agente de controlo nunca deve recusar-se, nem resistir. Isso é considerado violação à norma antidopagem.

E é para evitar estas situações que a ONAD-CV já realizou uma série de palestras de forma a esclarecer todas as dúvidas. As já realizadas foram boas, disse Emanuel Passos, mas ainda há o desafio: “o único problema neste momento é a nossa incapacidade para nos fazer estar presentes e dar palestras em todos os sítios” – lamentou.


Comentários

Pesquisar






Publicidade