Notícias

Natação: Federação? “Devíamos era tratar da base primeiro” – Emanuel Charles d’Oliveira


Emanuel Charles de Oliveira
05 Dez 2017 Desporto

Emanuel Charles de Oliveira, um dos grandes entusiastas e dinamizadores da Natação nestas ilhas, torce o nariz quanto à recente criação da Federação Cabo-Verdiana de Natação.

Embora diga esperar os melhores sucessos da Federação, “Monaia”, como também é conhecido este dinamizador da modalidade, sobretudo no Tarrafal de Santiago, diz entender que há passos que deviam ser dados antes de se avançar com a Federação. “Na minha forma de ver, nós devíamos era tratar a base primeiro antes de se preocupar com a cúpula federativa. Mas, pronto, há quem pense diferente, pode ser que dê resultado e espero bem que sim, porque é um esforço. Eu faço este esforço há muito tempo, portanto é mais um esforço para a implementação da natação em cabo Verde. Pode ser que dê certo, se der, melhor para todos.”

A RCV confrontou o presidente da Federação Cabo-verdiana de Natação. Avelino Bonifácio compreende as reservas de “Monaia”, mas admite que as duas estratégias são todas válidas.  “Pode-se avançar das duas formas. Eu acredito que uma das formas seria a existência de escolas e de associações em todas as regiões e todas essas associações regionais promoverem a criação da federação. Esta é uma forma. No entanto, a outra forma seria, com as associações regionais existentes neste momento, criarmos a Federação e ela então promover e incentivar o surgimento quer das associações regionais, quer das escolas a nível das diferentes regiões.” – Explicou Avelino Bonifácio.

A federação cabo-verdiana de Natação, recorde-se, foi criada há menos de um mês, em Novembro último.

Benvindo Neves


Reportagem RCV


Relacionados

Comentários

Pesquisar






Publicidade