Notícias

Cabo Verde não integra a lista negra dos paraísos fiscais elaborada pelo Ecofin


Luís Filipe Tavares - Ministro dos Negócios Estrangeiros e da Defesa
06 Dez 2017 Economia


É esta a reacção do Governo através do ministro dos negócios estrangeiros, Luís Filipe Tavares.


Em conferência de imprensa na tarde ontem para reagir à notícia veiculada por alguns órgãos de comunicação sobre a presença de Cabo Verde na lista dos paraísos fiscais, o ministro dos negócios estrangeiros lembrou que o arquipélago tem com a União Europeia um acordo cambial.
 
Luís Filipe Tavares assegura que Cabo Verde tem estado a trabalhar para harmonizar a sua legislação com o espaço europeu em matéria fiscal. De acordo com o ministro, o país tem-se esforçado por cumprir os seus compromissos no que diz respeito à transparência fiscal.

Por isso Luís Filipe Tavares é categórico: Cabo Verde não consta da lista negra de paraísos fiscais elaborada pelo Conselho Europeu para os Assuntos Económicos e Financeiros, Ecofin.

Quanto ao facto de Cabo Verde fazer parte de uma lista cinzenta de 47 países que se comprometem a cumprir os critérios exigidos pela União Europeia e que serão reavaliados, o ministro dos negócios estrangeiro desvaloriza essa informação, lembrando que muitas economias desenvolvidas do espaço europeu integram também essa lista.

Luís Filipe Tavares reconhece, no entanto, que o país tem ainda pela frente o desafio de consolidar o seu sistema fiscal. O ministro dos negócios estrangeiros apela os investidores a continuarem a confiar em Cabo Verde.

A lista negra dos paraísos fiscais foi elaborada na segunda-feira pelos ministros das Finanças da União Europeia, reunidos em Bruxelas e foi publicada ontem, terça-feira.


MCSA - RCV


Comentários

Pesquisar





Inquérito Online



Newsletter