Notícias

Ex-presidente da Associação do Pessoal Navegante da TACV ouvido na CPI


14 Mar 2018 Economia


Paulo Lopes não tem dúvidas de que a TACV chegou aonde chegou devido ao que classifica de amadorismo que marcou a atuaçao de vários gestores que por lá passaram.


Paulo Lopes não se revê nas críticas segundo as quais os funcionários, particularmente o pessoal navegante de cabine, são, em parte, responsáveis pelo descalabro financeiro da TACV.

A pedido dos deputados, o ex-presidente da Associação do Pessoal Navegante explicou que os trabalhadores aguardam com expectativa o resultado da opção da empresa em explorar apenas a rota internacional, em detrimento da doméstica.

Em relação ao pessoal navegante de cabine, Paulo Lopes sublinha com satisfação informações de que dispõe e que apontam para a possibilidade de ninguém vir a perder o  seu posto de trabalho.


MCSA - RCV


Comentários

Pesquisar







Newsletter