Cabo Verde introduz pulseira eletrónica para reduzir superlotação das cadeias

13 de setembro de 2022

A+ A-

Cabo Verde vai implementar brevemente o sistema de pulseira eletronica para monitorizar reclusos em prisão domiciliária ou em trabalho comunitário, numa tentativa de reduzir a superlotação das cadeias em Cabo Verde. Esta manha foi apresentada, na Praia, a plataforma de vigilância eletronica.

A introdução de pulseira eletronica está para breve e será mais uma medida cautelar à disposição dos tribunais caboverdianos. A ministra da Justiça afirma que nos últimos tempos houve um aumento da criminalidade no pais com reflexo direto no crescimento da população
carcerária.

Para o sistema prisional vai ser um ganho no que tange aos custos, avança a Ministra da Justiça, que têm a ver com a presença física dos reclusos nas prisões, mas também a nível de segurança dos mesmos.

O Diretor Geral dos Serviços Prisionais garante a implementação da pulseira electrónica ja no próximo ano. João Delgado confirma que neste momento está-se a fazer um estudo para identificar os reclusos a serem contemplados com a pulseira electrónica, a iniciar aleatoriamente, por uma comarca ainda não definida.

Trata-se de um novo desafio proposto ao sistema prisional em Cabo Verde e nos próximos dias terá lugar o lançamento do sistema de informação prisional.

Programação

Mais Acedidos

Últimos Vídeos

Últimos Áudios