Gilson Alves, ex-candidato a Presidente da República mantém-se em prisão preventiva

20 Dezembro de 2023

A+ A-

O Tribunal de São Vicente decidiu hoje levar a julgamento o ex-candidato a Presidente da República, Gilson Alves, acusado de três crimes alegadamente perpetuados contra o músico conhecido como Djassa.

O Tribunal entende que os indícios que impedem sobre o arguido são suficientes para a imputação a Gilson Alves da prática e autoria material na forma consumada de um crime de ameaça, um crime de ofensa simples e um outro de homicídio simples na forma tentada.

De acordo com a acusação, os factos ocorreram na localidade de Chã de Alecrim, entre Março e Junho do corrente ano, na sequência de desentendimentos entre o arguido e o músico Djassa. De acordo com a agência de notícias Inforpress, Gilson Alves deverá manter-se em prisão preventiva até ao julgamento da causa. Gilson Alves foi candidato a Presidente da República de Cabo Verde em 2021, tendo alcançado 0,8 por cento dos votos.

Pode Interessar

Videos que pode Interessar