Hospital Universitário Agostinho Neto reúne famílias para uma conversa aberta sobre a saúde mental

10 Outubro de 2023

A+ A-

As famílias cabo-verdianas precisam desenvolver práticas mais saudáveis e apostarem na prevenção das doenças mentais". O alerta é da Directora Nacional de Saúde. No dia Mundial de Saúde Mental, Ângela Gomes admite que é preciso apostar mais no diagnóstico, no acesso à saúde que por sua véz deve estar mais próxima das comunidades.

A Saúde mental é hoje mais do que nunca uma prioridade de saúde pública. As populações de todo o planeta lidam com as consequências Covid 19 e várias outras questões que obrigam a uma mudança de paradigma sobre lidar com as frustrações e os problemas sociais advenientes. Neste Dia Mundial de Saúde Mental o HUAN, Hospital Universitário Agostinho Neto, socializou com as famílias a temática da doença mental e do estigma, e partilhou com as pessoas o trabalho desenvolvido em torno da saúde mental.

A Diretora Nacional de Saúde diz que o foco é reorganizar para dar suporte ao doente mental. Neste concernente tem sido feito um trabalho multidisciplinar que se estende também às escolas, apostar nos recursos humanos e tratar o doente mental mais próximo da comunidade e da família que por sua vez precisa estar capacitada para ajudar na recuperação do doente mental. Ainda no que toca aos distúrbios mentais CV enfrenta a problemática de pessoas com perturbações mentais por uso de substancias químicas ilícitas. A DNS alerta que as drogas são um enorme problema de saúde pública em CV.

Ângela Gomes diz que o país tem investido muito nas criação de condições mas admite que é necessário maior aposta nos recursos humanos, em estruturas físicas habilitadas a dar suporte aos doentes que precisam de internamento.

Para além da necessidade de sensibilização para mitigar o estigma e o preconceito em relação à doenças mentais, é necessário que as pessoas comecem a apostar na saúde mental.

Um outro ponto de destaque na conversa aberta tem a ver com a necessidade das famílias estarem atentas aos sinais das perturbações mentais, já que estas aparecem muitas vezes de maneira silenciosa e terminam em situações graves como o suicídio uma das maiores causam de morte no
mundo.

Pode Interessar

Videos que pode Interessar

Audios que pode Interessar