IPC participa na conferência internacional sobre clima, cultura e paz

28 de janeiro de 2022

A+ A-

“Património, Clima e Resiliência. Desafios da Gestão de Riscos nos Pequenos Estados Insulares: Caso de Cabo Verde” é a temática a ser desenvolvida hoje pelo Presidente do IPC, Instituto do Património Cultural, Jair Fernandes durante a conferência internacional que reúne desde o passado dia 24 do corrente mês, no formato online, especialistas e profissionais das áreas do património, ciência, clima, redução de riscos de catástrofes e construção da paz de mais de 50 países.

Vibrações ocasionadas pelos vulcões existentes no país e modificação do plantio da cana de sacarina e outras culturas são alguns dos ricos que a Cidade Velha enquanto Património Mundial está exposta face às alterações climáticas, declarações o Presidente do Instituto do Património Cultural.

Jair Fernandes afiança, igualmente, que o IPC tem delineado uma estratégia que visa minimizar os impactos dessas modificações nos monumentos e na vida das famílias residentes em Ribeira Grande de Santiago. Para tal, esse responsável espera sensibilizar a UNESCO e demais órgãos consultivos, relativamente a necessidade de investimentos nos países insulares, como é caso de Cabo Verde.

Compreender melhor os riscos relacionados com as alterações climáticas para a melhor salvaguarda do património é o que se objetiva com esta conferência internacional que termina hoje e que conta com mais de uma centena de contribuições de especialistas e profissionais de 56 países.

Artigos Relacionados