Professores cabo-verdianos sem cobertura da previdência social, denuncia o Sindicato Nacional dos Professores

04 Agosto de 2023

A+ A-

Os professores cabo-verdianos estão desde março sem a cobertura da previdência social, denunciou na manhã desta sexta-feira, o Sindicato Nacional dos Professores, SINDEP. Para o sindicato o Ministério da Educação efetua os descontos mas não envia para o INPS, Instituto Nacional de Previdência Social, que opta por prejudicar o elo mais fraco, neste caso a classe docente.

Para o sindicato nacional dos professores, as férias dos docentes não está sendo de descanso depois de um ano letivo de muito trabalho.
O SINDEP, denuncia tamanha desconsideração e grande falta de respeito por parte do Ministério da Educação, agravado agora com a situação de falta de cobertura da previdência social.

Desde março que a tutela não transfere os descontos mensais e o INPS suspendeu a cobertura medicamentosa aos docentes. O problema é extensivo aos abonos de família e subsídios, reforça o sindicato nacionais dos professores.
Essa situação não é recente e o sindicato já tinha recebido do Ministro da Educação a garantia da resolução do problema, na reunião alargada do Ministério da Educação, em Santa Cruz.

A não cobertura por parte da previdência social veio agravar ainda mais a situação dos professores que segundo o presidente da SINDEP, passam por momentos difíceis, com o aumento do custo de vida e perda do poder de compra de mais de 15%. 7 porcento dos professores ficaram fora do aumento salarial.

O sindicado nacional dos professores alertou ainda para o cumprimento das pendências, tais como as reclassificações que remontam 2019, os subsídios pela não redução da  carga horária de 2018 e a transição dos professores licenciados e o descongelamento da carreira.

Pode Interessar

Programação

Mais Acedidos

Últimos Vídeos

Últimos Áudios

Videos que pode Interessar

Audios que pode Interessar