Stock da dívida pública aumentou para quase 150 por cento

08 de agosto de 2022

A+ A-

O "stock" da dívida pública cabo-verdiana aumentou para o equivalente a 149,6 por cento do Produto Interno Bruto (PIB) projectado para 2022, de acordo com o Relatório Provisório da Execução Orçamental, um valor que fica bastante aquém das previsões e cálculos de entidades independentes que já se tinha pronunciado sobre a matéria, e segundo os quais a dívida do país estaria próxima dos 160 por cento desse indicador global.

O documento, produzido pelo Ministério das Finança de Cabo Verde, dá conta de que, em termos quantitativos, esse ‘stock’ ultrapassou, no final do mês de maio os 291.015 milhões de escudos (mais de 291 mil contos), um novo valor máximo absoluto.

Em termos homólogos, e a acreditar no mesmo relatório, esse indicador aumentou ainda 9,3 por cento em relação ao mesmo período do ano anterior, ou seja, nos últimos doze meses. Entretanto, o Governo estima poder baixar o rácio do ‘stock’ da dívida pública para 150,9 por cento do PIB até finais de 2022, o que está, aliás, previsto no Orçamento do Estado para o corrente ano fiscal.

Face à crise económica provocada pela pandemia de covid-19, com quebras acentuadas nas receitas fiscais e com a necessidade de aumento de apoios sociais às famílias e às empresas, o Governo cabo-verdiano está a recorrer desde abril de 2020 ao endividamento público para financiar o funcionamento do Estado, através de empréstimos internacionais e da emissão de Títulos do Tesouro no mercado interno.

Artigos Relacionados