CERMI retoma actividades com formações financiadas pelo Governo para 150 jovens

21 de janeiro de 2021

CERMI, em Palmarejo Grande - Praia. [foto Décio Barros]
A+ A-

Com financiamento do Governo, o CERMI - Centro de Energias Renováveis e Manutenção Industrial, retoma, no próximo dia 25, as actividades, que têm sido condicionadas pela Covid-19, com um conjunto de 6 ações de formação inicial, em diversas áreas, financiadas pelo Governo para 150 jovens. Estes juntam-se a outros 200 beneficiários da estratégia do Governo, que, proporciona estudos praticamente gratuitos, e uma boa taxa de empregabilidade a quase 100% dos alunos, diz o Luís Teixeira, Presidente do CERMI, que anuncia para breve, o arranque, em três ilhas, de novos parques de energias renováveis.

É com essa perspectiva, e também da empregabilidade na hotelaria e industria, que Luís Teixeira explica a importância dos cursos, que arrancam segunda-feira, nas áreas das energias renováveis, frio e climatização, instalações elétricas e infraestruturas e telecomunicações.

A estratégia do Governo passa por assegurar propinas e bolsas de estudo aos estudantes em geral, e até alimentação, estadia e deslocações aos que são de outras ilhas. Perante a pandemia da Covid-19, diz o Presidente do Conselho de Administração do CERMI, a reabertura de actividades dá um sinal importante ao mercado.

Felizes com a oportunidade gerada pela estratégia do Governo, estão Mónica Teixeira de Tchadinha, na Praia, no curso de Telecomunicações e Manuel Montrond de Achada Grande Frente, em Manutenção de Frio.

É através de concurso público, garantiu, o Presidente do Conselho de Administração, Luís Teixeira, que os formandos ingressam no Centro de Energias Renováveis e Manutenção Industrial, que assim que termina uma acção arranca outra para dar resposta ao mercado.

 

Reportagem RCV com jornalista Cândido Fortes


Artigos Relacionados