Frescomar: aguarda com expetativa a decisão da União Europeia

21 de janeiro de 2021

A+ A-

A União Europeia deverá, até amanhã, dar uma resposta ao Governo de Cabo Verde sobre a renovação do contrato de derrogação das normas de origens para que a Frescomar possa continuar a produzir, e assim evitar o despedimento dos trabalhadores.

Uma garantia dada à RCV, nesta manhã, pelo adjunto do Presidente do Conselho de Administração da Frescomar, Manuel Monteiro.

Aquele responsável diz que a empresa aguarda com muita espectativa a comunicação da União Europeia, isto depois de uma reunião realizada, esta semana, entre a direção da Frescomar, o Vice-Primeiro Ministro, Olavo Correia, e o Ministro da Economia Marítima, Paulo Veiga.

Quanto ao despedimento, ainda esta semana, de mais 380 trabalhadores, como anunciado pelo sindicato da indústria, comércio e serviços, Manuel Monteiro diz que a Frescomar não fez estas ameaças.

E para ultrapassar os constrangimentos que, anualmente, a Frescomar vive, por causa do contrato de derrogação das normas de origens, a direção da empresa subscreve a proposta de se resolver esta situação nos termos do acordo de pesca que Cabo Verde tem com a União Europeia.

Uma proposta em análise, diz o adjunto do Presidente do Conselho de Administração da Frescomar, até porque não depende só de Cabo Verde.

Orlando Lima / RCV

Reportagem RCV com jornalista Orlando Lima


Artigos Relacionados