Trabalhadores do IEFP vão mesmo avançar greve de dois dias a partir de amanhã

17 de março de 2021

A+ A-

A greve dos trabalhadores do Instituto do Emprego e Formação Profissional vai mesmo avançar por falta de entendimentos na conciliação de ontem com os sindicatos A data da publicação da lista final de transição do novo PCCS é o ponto da discórdia.

A greve começa amanhã por dois dias e só pode ser desconvocada se a lista for publicada ainda hoje.

Paulo Santos, Presidente do Conselho de Administração do IEFP, diz que os sindicatos exigem que a lista de transição seja publicada hoje e o IEFP pede pelo menos mais uma semana. Paulo Santos acusa os sindicatos de intransigência e de radicalismo. 

O representante do SINTAP e da SICOTUR, Luís Lima justifica a intransigência dos sindicatos com os sucessivos incumprimentos do Instituto do Emprego e Formação Profissional.

Luís Lima admite que se a lista for publicada até amanhã, quinta-feira, os sindicatos suspendem a greve.

O Presidente do Conselho de Administração do IEFP considera que não há razões para os dois dias de greve. 

O Sindicato dos Trabalhadores da Administração Publica SINTAP e o SICOTUR - Sindicato da Indústria, Comércio e Turismo marcaram dois dias de greve dos trabalhadores do IEFP.



Artigos Relacionados