ADAD promove plantação de árvores e reflexões nas escolas sobre Dia da Terra

22 de abril de 2021

A+ A-

A Associação para a Defesa do Ambiente e Desenvolvimento (ADAD), em colaboração com parceiros, como a Embaixada dos Estados Unidos, Câmara Municipal da Praia e Escolas, promoveu plantação de árvores e reflexões nas escolas sobre Dia da Terra. Tudo enquadrado no 51º aniversário do Dia da Terra.

Comemorações do Dia da Terra marcado por uma plantação simbólica de uma árvore no horto escolar da Escola 13 de Janeiro, no Palmarejo, na PRAIA. De pequenino é que se torce o pepino. É fundamental consciencilizar todos, particularmente as cianças sobre os grandes problemas mundiais da terra desde a poluição, passando pela desertificação, desmatamento, problemas dos energias fósseis, aposta nas renováveis e sobretudo na consciencliazação do ser humano para salvar o planeta terra.

O embaixador dos Estados Unidos da América e o presidente da Câmara Municipal da Praia, enquanto parceiros da ADAD marcaram presença no evento, porque juntos, conscializados, as parcerias produzem frutos.

Segundo Jeff Daigle,Embaixador EUA em Cabo Verde, "esta celebração começou nos Estados Unidos há mais de 50 anos antes de tornar numa celebração internacional onde pessoas em todo mundo são incentivadas a reflectir sobre o impacto da ação dos seres humanos sobre a terra  e os grandes desafios que temos de enfrentar para garantir que podemos viver num meio ambiente limpo e saudável. Penso que nunca olhamos para os desafios da terra como agora particularmente às mudanças climaticas. Para assinalar o dia da terra esta semana os Estados Unidos, o presidente Joe Biden,  John Kerry enviado presidencial especial para o clima, reúnem-se com líderes mundiais para tratar o tema das mundanças climáticas. É um prazer saber que Cabo Verde faz parte desta discussão global do clima, já que todos podemos dar um contributo para combater os efeitos das mudanças climaticas".

Para Francisco Carvalho,  Presidente da Câmara Municipal da Praia, é fundamental uma aposta numa planificação que privilegie o verde, começando a envolver as crianças, as escolas e os diversos parceiros, como ONGs e associações amigas do ambiente.

Neste evento houve um pequeno intercâmbio cultural com uma pequena representação teatralizada dos motivos ambientais e uma conversa aberta com alunos da Escola Abílio Duarte no mesmo bairro do Palmarejo.