PAICV acusa Governo de aparente desleixo na gestão da crise pandémica no território nacional

14 de maio de 2021

Carlos Tavares, membro da Comissão Politica Nacional do PAICV
A+ A-

O PAICV acusa Governo de aparente desleixo na gestão da crise pandémica no território nacional, durante a situação de contingência. 

O aumento e alastramento dos casos em todo o país, bem como os óbitos frequentes, inclusive de jovens, indicam no entender de Carlos Tavares, membro da Comissão Politica Nacional do PAICV, falhas na gestão.

A percepção do PAICV não afasta entretanto a responsabilidade cívica que cada um deve ter. Abordado sobre o impacto que a campanha eleitoral poderá ter tido para o aumento exponencial de casos de Covid-19, Carlos Tavares quer estudos. Faltou rigor na fiscalização bem como desvalorizou-se a importância dos testes, considera. Assim o PAICV pede foco nas prioridades e investimento de recursos para alargar a vacinação.

Com o país em situação de calamidade o porta-voz do PAICV diz-se disponível para discutir com as autoridades as melhores medidas para o país, sem afirmar entretanto que seja necessário estado de emergência.
O maior partido da Oposição reitera entretanto que a situação actual deve preocupar a todos e a luta deve ser conjunta.