Defesa de Alex Saab considera suicídio Tribunal Constitucional de não se opor à sua extradição

16 de setembro de 2021

A+ A-

Um verdadeiro suicídio constitucional de Cabo Verde. É desta forma que a defesa  de Alex Saab reage à decisão do Tribunal Constitucional de não se opor à extradição do enviado especial  do Presidente da Venezuela  para os Estados Unidos.

Em comunicado enviado à RCV, os defensores do cidadão afirmam que a decisão conhecida ontem representa a morte do estado de direito em Cabo Verde.

Arrasam o acórdão do Constitucional, afirmando que se está perante um documento mal escrito, mal argumentado e juridicamente incoerente.

Na falta de argumentos convincentes, os juízes do Tribunal Constitucional lançam mão de uma linguagem confusa e hermética, capaz de corar de vergonha um estudante de Direito, acusam os defensores de Saab, para quem a lei cabo-verdiana foi instrumentalizada para fins políticos.

Dizem também que esta decisão judicial é um rotundo não ao Tribunal de Justiça da CEDEAO que, lembram, em Março havia pedido a libertação de Alex Saab por considerar ilegal a sua detenção.

 

RTC Online com RCV

Disponibilizado online por: Marcos Fonseca