Acarinhar quer Câmaras mais envolvidas com a causa da paralisia cerebral

06 de outubro de 2021

A+ A-

As Câmaras Municipais devem estar mais envolvidas com a causa das pessoas com paralisia cerebral. O apelo é da Presidente da Associação Acarinhar e vem a propósito do Dia Mundial da Paralisia Cerebral que hoje se celebra.

Conforme Teresa Mascarenhas, as organizações da sociedade civil trabalham em complementaridade com os municípios por isso há necessidade de envolve-los para que juntos possam arranjar respostas adequadas.

Dados do mais recente censo apontam para pouco mais de 6.700 casos de paralisia cerebral. O ano de 2014 é o único institucionalizado por resolução do Conselho de Ministros, como o de solidariedade para com as pessoas com paralisia cerebral de Cabo Verde.

Um dos objetivos foi estimular a criação de um Programa de Vigilância e Registo Nacional da paralisia cerebral

O Dia Mundial da Paralisia Cerebral foi instituído por iniciativa de movimento de pessoas com a limitação e suas famílias, e organizações que as apoiam, em mais de 75 países. A meta é garantir aos pacientes os mesmos direitos, acesso e oportunidades que quaisquer outras pessoas.

 

RTC Online, com RCV (Nany Vaz)

Disponibilizado Online por: Marcos Fonseca



Artigos Relacionados