“Não estávamos à espera sequer de uma medalha e conseguimos três” – Presidente FECAN

19 de outubro de 2021

A+ A-

Já estão de regresso a casa os nadadores que estiveram no Campeonato Africano de Natação, no Gana. Os dois que partiram de Cabo Verde, porque em relação aos restantes quatro, os três irmãos Pina viajaram de Acra para os Estados Unidos onde vivem e a outra atleta, Érica Soares, ficou em Dakar, onde estuda.

Olhando para os resultados conseguidos, três medalhas de bronze, o presidente da Federação Cabo-verdiana de Natação diz que o desempenho superou todas as expectativas.

“Em nenhum momento tínhamos na nossa perspetiva conseguir uma medalha. E foram três. Portanto, realmente, ultrapassou toda a nossa expetativa desse ponto de vista mas também pela classificação enquanto país. Conseguimos a sexta posição no geral num conjunto de 40 países participantes. E apenas 23 conseguiram uma medalha”, declarou Bonifácio à Rádio de Cabo Verde.

Com base nestes números, o presidente da FECAN fala numa participação histórica de um país que só há quatro anos passou a ter uma federação de Natação. “Para um país tão pequeno como Cabo Verde e desprovido de qualquer infraestrutura para a natação em piscina, conseguir logo três medalhas é, de facto, histórico.”

Uma “participação histórica” que, na ótica do presidente da Federação Cabo-verdiana de Natação, faz aumentar as responsabilidades de Cabo Verde em relação à modalidade. A formação nas camadas mais jovens, garante Bonifácio, vai merecer especial atenção.

Os resultados conseguidos pela natação cabo-verdiana nos últimos anos têm outros efeitos. O presidente da FECAN nota que está a crescer o interesse de nadadores de origem cabo-verdiana em querer representar o País em competições internacionais.

“A natação já está a entrar um pouco na moda aqui em Cabo Verde. Atletas de origem cabo-verdiana que evoluem noutros países, conhecendo aquilo que se está a fazer e os resultados que vamos tendo, já estão a entrar em contacto connosco para se apresentarem e se disponibilizarem para representar Cabo Verde, o que é muito bom.”

Cabo Verde, recorde-se, conquistou três medalhas de bronze no Campeonato Africano de Natação, que decorreu de 11 a 17 de outubro em Accra, Gana. Todas foram ganhas pela jovem nadadora Jayla Pina, de 17 anos.

A Federação Cabo-verdiana de Natação já está a pensar na próxima competição internacional: será o Campeonato do Mundo de Piscina Curta, previsto para Dezembro. Cabo Verde deverá participar com dois ou três nadadores.

 

Benvindo Neves



Programação

Ainda esta Semana

Últimos Vídeos

Últimos Áudios

Artigos Relacionados