Apesar de abrandamento, novo coronavírus está longe de dar tréguas - 1º Ministro

19 de outubro de 2021

A+ A-

O Chefe do Governo reconheceu hoje (19) que a crise do novo coronavírus, embora esteja a abrandar, ainda está longe de dar tréguas.

Ainda assim, garante Ulisses Correia e Silva, Cabo Verde está, há algum tempo, a  preparar-se para a fase pós-pandémica, criando as condições para a retoma do turismo nas ilhas da Boa Vista e Sal.

"Tivemos que certificar os Centros de Saúde, Hospitais, Centros Covid, com certificação internacional através de uma empresa especializada da Inglaterra. Depois da vacina foi mais um empurrão para que o turismo pudesse aumentar. Condições de segurança sanitária foram criadas para que pudéssemos ter a retoma do turismo", lembra.

O aumento da taxa de vacinação é também visto pelo Chefe do Executivo como outro fator impulsionador da retoma da atividade económica em segurança.

O governante lembra que cerca de oitenta por cento da população já está vacinada com uma dose, e cinquenta e um com duas doses.

Além da crise social e económica, Ulisses Correia e Silva vê com preocupação a emergência da crise energética, que, admite, veio tornar mais difícil o combate ao  vírus.

O líder do governo abordou a forma como Cabo Verde tem lidado com a crise pandémica hoje numa conferencia internacional, organizada pelo Instituto Superior de Ciências Jurídicas e Sociais.

Sob o lema , O Mundo Pós-Pandemia, o evento marca os 15 anos desta intuição privada de ensino superior, que se assinalam amanhã.

 

RTC Online, com RCV (Carlos Moniz)

Disponibilizado Online por: Marcos Fonseca



Artigos Relacionados