INSP realizou, esta sexta-feira uma sessão clínica de reflexão sobre o AVC

29 de outubro de 2021

A+ A-

No âmbito do dia Mundial do AVC o Instituto Nacional de Saúde Pública realizou, hoje, uma sessão clínica de reflexão sobre o tema.
 
Um assunto importante para Cabo Verde já que o país tem uma taxa elevada de mortes por AVC e outras doenças não transmissíveis, à semelhança de outros países.
 
17 milhões de pessoas morrem devido a doenças cardiovasculares todos os anos, o que representa a maior parte das mortes por doenças cronicas nao transmissiveis.E Cabo Verde não é alheio a este fenómeno, já que apresenta, também, uma elevada taxa de mortes por AVC e por outras doenças não transmissíveis.
 
De acordo com o Secretário de Estado Adjunto do Ministro da Saúde, Evandro Monteiro, os factores de risco modificáveis estão na base das principais patologias que podem desencadear um evento vascular cerebral,  desde  hemorragias a malformações vasculares. Neste sentido, o reforço e a consciencialização para mudanças de hábitos e estilo de vida será sempre o melhor caminho, diz.
 
Durante a sessão clínica foi apresentado um protocolo que visa criar um consenso clínico no tratamento da fase aguda do AVC com recomendações precisas, padronizadas e baseadas em evidências científicas internacionais no atendimento aos doentes, conforme explica a presidente do Instituto Nacional de Saúde Pública, INSP.
 
A sessão clínica para reflexão sobre o tema enquadra-se no âmbito do dia mundial do AVC realizada pelo INSP.
 
 
Disponibilizado online | RTC Multimédia



Artigos Relacionados