Cabo Verde quer penetração de energias renováveis a 50% e viaturas elétricas a 100% até 2050 

30 de novembro de 2021

A+ A-

Disponibilidade de noventa litros de água por pessoa, elevar a taxa de penetração de energias renováveis para 50% e viaturas elétricas a 100% até 2050.

Estas são as principais ambições de Cabo Verde em resposta aos efeitos das alterações climáticas, partilhadas hoje (30) pelo 1º Ministro no Fórum Sobre Água e Desenvolvimento Sustentavel que decorre em Puertoventura nas Canárias.

Denominada Africagua o evento que vai até amanhã decorre sob o signo de Água, Energias Renováveis no contexto da resiliência às mudanças climáticas.

Na abertura do evento, Ulisses Correia e Silva descreveu Cabo Verde como o País mais árido da macaronésia, exposto a secas frequentes e prolongadas em resultado das mudanças climáticas.

O Chefe do Executivo apontou a aposta na dessalinização, como a primeira inovação em mobilização de água e também partilhou experiencias de poupança do líquido na agricultura, associadas ao uso das energias renováveis.

Pais insolar, Cabo Verde é também exposto a choques externos tais sejam a pandemia e a crise energética ainda atuais. De entre outras ambições de CV,  Correia e Silva apontou a neutralidade carbónica, até 2050.

Resiliência perante as alterações climáticas: água, energias renováveis e sustentabilidade, o presente e o futuro, são temas do Africagua.

 

RTC Online, com RCV



Artigos Relacionados