"Espero um bom CAN, a nível da nossa equipa e também no plano individual" - Patrick Andrade

30 de dezembro de 2021

A+ A-

Patrick Andrade, médio que joga no Qarabag do Azerbaijão, é um dos novatos da seleção nacional na CAN. O jogador natural da Cidade da Praia vai estar pela primeira vez na competição e não esconde a alegria.

“É sempre um prazer estar a representar o nosso país. Foi uma grande alegria [ter sido convocado] porque é a primeira vez que vou. Espero que consigamos fazer uma boa prestação, primeiro a nível da equipa e, segundo, num plano individual.”

Ainda muito jovem, Patrick deu nas vistas no Sporting da Praia e, depois, no Desportivo. Em 2012, saiu para o estrangeiro, esteve em muitas equipas sobretudo das divisões secundárias de Portugal. Agora, representa um dos maiores clubes do Azerbaijão. O médio, agora com 28 anos, fala aos que estão a começar e pede para não desistirem nunca do sonho.

“Saí de Cabo Verde aos 19 anos, nunca desisti do meu sonho, lutei sempre. Digo aos mais jovens, que estão a começar agora, para não desistirem do seu sonho. Nunca sabemos onde está a nossa sorte e há que perseguir esse senho de ser profissional e ter uma vida melhor.”

Vozinha, um dos totalistas

Ao contrário de Patrick, o guarda-redes Vozinha já esteve com os Tubarões Azuis em todas as presenças na Copa Africana das Nações. Esta vai ser a terceira. Nada de novo para o dono da baliza nacional

“Acho que o primeiro é aquele em que estás mais ansioso. Depois do primeiro, tudo vai de forma normal e tranquila. Acho que a única coisa que mantém é a responsabilidade de sempre procurar fazer melhor para o nosso país.

Vozinha é a par de Ryan, Jílio Tavares, Stopira e Djaniny, os cinco jogadores da seleção nacional que vão cumprir três presenças na CAN com a seleção nacional.

Benvindo Neves

Artigos Relacionados