“Ausência de Bubista? Faremos de tudo para que sua liderança seja sentida” – Humberto Bettencourt

06 de janeiro de 2022

A+ A-

Com o selecionador nacional, Bubista, impedido de viajar para os Camarões por estar infetado com covid-19, cabe ao adjunto Humberto Bettencourt a responsabilidade de orientar os Tubarões Azuis nos próximos dias.

Bettencourt, que falava em conferência de imprensa organizada pela Federação Cabo-verdiana de Futebol na tarde de quarta-feira na Praia, garante que a equipa nacional vai fazer tudo para que a liderança do selecionador seja sentida mesmo à distância, mas reconhece que faz falta a presença física do líder.

“A presença do líder, de facto, é de extrema importância. Mas, também, a forma como o nosso selecionador nacional tem liderado ao longo deste período a seleção, ele tem mostrado que todos são importantes, dando espaço a todos e colocando todos numa base horizontal porque a forma de trabalhar dele privilegia a valorização do capital humano e do todo. Nós vamos fazer de tudo para que a liderança dele permaneça, apesar da ausência física.”

O selecionador nacional, Bubista, comntinua em isolamento na Cidade da Praia. Na mesma situação estão alguns jogadores, casos do capitão Marco Soares, do guarda-redes Vozinha e ainda Ponk, Lisandro Semedo e Willis Furtado.

A FCF garante que quando estiverem recuperados deverão seguir viagem para os Camarões em voo comercial.

 

Benvindo Neves

Artigos Relacionados