Tubarões Azuis já estão nos Camarões e realizam 1º treino esta noite

06 de janeiro de 2022

A+ A-

A seleção nacional de futebol já se encontra nos Camarões. A caravana chegou àquele país na manhã desta quinta-feira, num voo dos TACV fretado pela Federação Cabo-verdiana de Futebol. À chegada, a caravana foi submetida a testes de despistagem da covid-19 e até ao início da tarde aguardavam pelos resultados.

Demorou cinco horas o voo direto desde a cidade da Praia até Youndé. O avião que levou os Tubarões Azuis aterrou exatamente às 13h30 minutos locais, eram 09h30 em cabo Verde.

Segundo informou a FCF, foi uma viagem tranquila, todos chegaram bem. Jogadores, equipa técnica e todo o staff de apoio aguardam agora pelos resultados dos testes realizados à chegada ao aeroporto da capital camaronesa.

No voo fretado seguiram pouco mais de 30 pessoas. Na cidade da Praia ficou o selecionador nacional, Bubista, mas também cinco jogadores ainda infetados com covid-19: Vozinha, Marco Soares, Ponk, Lisandro Semedo e Willis Furtado. O guarda-redes Ken, que também estava infetado, teve o seu teste negativo e, por isso, já pôde viajar com a restante equipa.

Sem o treinador principal, cabe ao adjunto Humberto Bettencourt orientar a equipa nos próximos dias nos Camarões. Bettencourt garante que a seleção “vai fazer de tudo para que o a presença do seu líder seja sentida mesmo que à distancia”.

O treinador-adjunto falava na tarde desta quarta-feira, em conferência de imprensa organizada pela FCF para abordar a viagem para os Camarões.

Ora, os elementos da seleção que ficam em Cabo Verde à espera da sua recuperação, entre eles jogadores e selecionador nacional, deverão seguir para os Camarões assim que estiverem todos negativos.

A Federação Cabo-verdiana de Futebol está já a trabalhar na logística dessa segunda viagem para Yaoundé. Mário Semedo descarta um novo voo charter, justificando que a FCF “não comporta os valores para suportar um novo voo fretado.” De todo modo, garantiu que se está a trabalhar para que a viagem comercial escolhida “tenha uma rota que comporte menos riscos possíveis.”

O presidente da FCF adiantou ainda que já está na conta da Federação parte da verba correspondente à comparticipação do Governo para ajudar nos custos da participação na CAN. Entretanto, Semedo não avançou os valores.

O selecionador nacional adjunto, mais a restante equipa técnica, ministram o primeiro treino em solo camaronês logo mais às 20h00 locais (18h00 de Cabo Verde) no estádio Olembé, palco do jogo de domingo frente à Etiópia.

Benvindo Neves

 

Chegada da caravana nacional ao aeroporto de Yaoundé (Foto: FCF)

Artigos Relacionados